Política

'Bancada liberal' cobra reformas e privatizações para apoiar candidato na Câmara

Da Redação ·

Um grupo de 30 deputados lançou um manifesto cobrando compromisso com reformas e privatizações para apoiar um candidato à presidência da Câmara. O documento foi lido nesta terça-feira, 22, pelo líder do Novo na Casa, Paulo Ganime (RJ). A "bancada liberal" não indicou apoio a nenhum nome específico.

continua após publicidade

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve anunciar nesta quarta-feira, 23, quem será seu candidato. O apoio é disputado por Aguinaldo Ribeiro (Progressistas-PB), hoje o nome mais cotado, e Baleia Rossi (MDB-SP). Chefe do "Centrão", o líder do Progressistas, Arthur Lira (AL), lançou a candidatura com apoio do Palácio do Planalto.

Além de deputados do partido Novo, assinam o manifesto integrantes da ala bolsonarista do PSL, como Bia Kicis (DF) e Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP), e membros de outros partidos que apoiam a pauta liberal no Congresso, entre eles Felipe Rigoni (PSB-ES), Kim Kataguiri (DEM-SP) e Pedro Cunha Lima (PSDB-PB).

continua após publicidade

O manifesto define projetos prioritários para o próximo ano: reforma tributária, reforma administrativa, pacto federativo, privatização da Eletrobras, "demais privatizações que forem enviadas pelo governo", prisão após condenação em segunda instância, fim do foro privilegiado, reforma política e fim dos supersalários. Após a publicação, outros deputados sinalizaram apoio ao documento.

O grupo também defende uma revisão no regimento interno da Câmara para diminuir as possibilidades de obstrução na pauta e uma reunião semanal de líderes para definir a agenda. O manifesto pede, ainda, uma reforma administrativa interna para diminuir gastos.