Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Brasil já tem 18 pré-candidatos à Presidência

.

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Pelo calendário eleitoral deste ano, os candidatos à Presidência só serão confirmados entre 20 de julho e 5 de agosto, período das convenções partidárias. Mas perto do prazo limite de descompatibilizações, filiações e troca de partidos, em 7 de abril, já são 18 os que confirmam a pré-candidatura. Dois ainda são dúvida e quatro possíveis candidatos já desistiram da disputa. Veja quem são nas próximas fotos

ALCKMIN, PSDB

(Foto: Bruno Santos/A2 Fotografia/Governo de SP)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é o pré-candidato pelo PSDB. O tucano conseguiu unificar o partido em torno do seu nome depois que o prefeito João Doria optou por disputar o governo de SP e o prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto desistiu de disputar prévias. Agora precisa decolar nas pesquisas de opinião. Já foi candidato à Presidência em 2006 e perdeu para Lula

ÁLVARO DIAS, PODEMOS

(Foto: Lia de Paula/20.08.2013/Agência Senado)

O pré-candidato do Podemos e senador, Álvaro Dias, tenta se candidatar à presidência pela segunda vez. Em 1989, Dias disputou as prévias do MDB e perdeu para Ulysses Guimarães. Álvaro Dias se filiou ao Podemos em 2017. É senador pelo Paraná e tem força na região Sul

BOLSONARO, PSL

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Jair Bolsonaro é o pré-candidato do PSL, partido ao qual se filiou em março. É o segundo colocado nas pesquisas e percorre o País em pré-campanha. Capitão da reserva da Polícia Militar, tem pauta centrada na Segurança Pública e defende mais armas para a população. Está no sétimo mandato como deputado federal

CIRO GOMES, PDT

(Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr/Agência Brasil)

Ciro Gomes, ex-governador do Ceará, vai representar o PDT na disputa pela Presidência. É terceira vez que ele concorre ao cargo. Em 1998, Ciro ficou em terceiro lugar e, em 2002, em quarto. O pedetista foi governador do Ceará por duas vezes, ministro da Fazenda no governo Itamar Franco e ministro da Integração Nacional do governo de Lula. Pode ser o 'plano B' da esquerda caso Lula não possa disputar as eleições

COLLOR, PTC

(Foto: AE/ André Dusek/27/02/2013)

O senador Fernando Collor de Mello anunciou a pré-candidatura à Presidência pelo PTC. Collor foi eleito presidente em 1989, mas sofreu um processo de impeachment em 1992, após acusações de corrupção. Sua candidatura ainda não foi oficializada pela legenda

EYMAEL, PSDC

(Foto: R7)

O partido Social Democrata Cristão (PSDC) lançou a pré-candidatura do presidente nacional da legenda, José Maria Eymael, à Presidência da República. O pré-candidato disputou quatro vezes a Presidência da República, em 1998, 2006, 2010 e 2014. Já foi deputado federal e disputou a prefeitura de São Paulo em 2012

FLÁVIO ROCHA, PRB

(Foto: Luizleme/Wikimedia Commons)

O empresário Flávio Rocha, da rede varejista Riachuelo, filiou-se em março ao PRB e foi oficializado como pré-candidato do partido à Presidência da República. Fundador do movimento Brasil 200 (em alusão aos 200 anos de independência do país em 2022), Rocha já vem participando de eventos em que apresenta propostas para os próximos anos

GUILHERME BOULOS, Psol

(Foto: R7/J. Duran Machfee/Futura Press/Estadão Conteúdo)

O coordenador do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos, é pré-candidato à Presidência pelo PSOL. Boulos é formado em Filosofia e Psicanálise.  Antes de se tornar líder do MTST, foi militante estudantil na União da Juventude Comunista

JOÃO AMOÊDO, NOVO

(Foto: Reprodução/ Facebook)

João Amoêdo, que fez carreira como executivo do mercado financeiro, é o pré-candidato à Presidência pelo Partido Novo. Esta será a primeira eleição que Amôedo irá disputar. É um dos fundadores do partido Novo, sigla que presidiu até oficializar a pré-candidatura

JOÃO VICENTE GOULART, PPL

(Foto: Pedro França/Agência Senado)

O Partido Pátria Livre (PPL) anunciou em março o nome de João Vicente Goulart como pré-candidato do partido à Presidência da República. João Vicente é filho do ex-presidente João Goulart e será candidato pela primeira vez. É autor do livro Jango e Eu: Memórias de um exílio sem volta

LEVY FIDÉLIX, PRTB

(Foto: Divulgação/ PRTB)

Levy Fidelix, do PRTB, vai concorrer pela terceira vez à Presidência da República.Em 2010 e em 2014 ele ficou em sétimo lugar. Ficou conhecido durante a campanha pelo projeto do 'aerotrem'

LULA, PT

(Foto: Ricardo Stuckert/Agência Brasil)

Líder nas pesquisas de opinião até o momento, o ex-presidente Lula é o pré-candidato do PT. Foi condenado à prisão, mas STF decide nesta semana sobre seu habeas corpus. Líderes do partido e o próprio Lula já disseram que será candidato mesmo preso. Justiça Eleitoral pode barrar sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa

MAIA, DEM

(Foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, é o pré-candidato do DEM. Sua pré-candidatura foi lançada em 8 de março. Maia percorre o País em pré-campanha. Este ano, se distanciou do governo Temer em alguns momentos, mas ainda apoia as pautas prioritárias de Temer no Congresso

MANUELA D´ÁVILA, PCdoB

(Foto: Reprodução/Facebook)

A pré-candidatura de Manuela D'Ávila pelo PCdoB foi lançada pelo partido em novembro de 2017. Esta é a primeira vez que o partido lança um nome na disputa pelo Palácio do Planalto desde a redemocratização. Manuela é deputada estadual no Rio Grande do Sul e já foi deputada federal

MARINA SILVA, REDE

(Foto: Reprodução/Facebook)

Marina Silva é a pré-candidata do Rede Sustentabilidade. Em 2010, Marina foi candidata à Presidência pelo PV e, em 2014, concorreu pelo PSB após aliança com Eduardo Campos, que morreu durante a campanha. Ficou em terceiro lugar nas duas ocasiões

PAULO RABELLO DE CASTRO, PSC

(Foto: Fernando Frazão/Agênci Brasil)

Paulo Rabello de Castro pediu demissão da presidência do BNDES para ser o pré-candidato pelo PSC. A pré-candidatura ainda não foi oficializada pelo partido mas já confirmada por ele. Ao deixar o governo Temer, fez críticas à gestão econômica

TEMER, MDB

(Foto: Beto Barata/PR)

Apesar de ter assumido dizendo que não seria candidato, o presidente Michel Temer já admite a candidatura e terá ao seu lado o ministro da Fazenda. Henrique Meirelles irá se filiar ao MDB nesta semana e os dois devem formar uma chapa 'puro-sangue'. Caso Temer não decole nas pesquisas de opinião, o plano B do partido é Meirelles e nesse caso é possível uma aliança com outro partido do centro, como o DEM, de Rodrigo Maia

VERA LÚCIA, PSTU

(Foto: Divulgação/PSTU)

O PSTU lançou a pré-candidatura à Presidência da República da sapateira Vera Lúcia, de 50 anos. Ativista sindical em Sergipe, Vera Lúcia militou no PT no início da década de 1990, mas foi expulsa com os colegas do partido que integravam a Convergência Socialista

DÚVIDA - JOAQUIM BARBOSA, PSB

(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil/03.02.2014)

Nesta semana, o PSB confirmou a filiação do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa. O partido deseja que Barbosa seja candidato, o que ainda não foi definido. Pesquisas internas da legenda mostram que ele é capaz de atrair eleitores dos dois primeiros colocados, Lula e Bolsonaro

DÚVIDA- VALÉRIA MONTEIRO, PMN

(Foto: Reprodução/R7/ Jorge Araújo/Folhapress)

Apesar do PMN ter desistido de lançar a ex-apresentadora Valéria Monteiro à Presidência, a jornalista diz que irá insistir já que a decisão não foi tomada em convenção

DESISTÊNCIAS

(Foto: Montagem/R7)

Luciano Huck, João Doria, Cristovam Buarque e Arthur Vírgilio Neto chegaram a se apresentar como possíveis candidatos. Huck desistiu de entrar para a política, Doria será candidato ao governo do Estado de São Paulo, Buarque disputará o Senado pelo DF e o prefeito de Manaus Arthur Virgílio desistiu de disputar prévias com Alckmin

Fonte: Coluna do Fraga, do R7

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber