Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

Em inauguração, Alckmin exalta feitos em São Paulo

.

GÉSSICA BRANDINO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Num tom eleitoral, o governador Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato à Presidência, discursou nesta sexta-feira (2) destacando os feitos de sua gestão em São Paulo. Ao entregar a estação Eucaliptos, da Linha 5-Lilás -após uma sucessão de atrasos- o tucano, além de destacar a agenda de inaugurações no sistema metroviário, também comparou suas ações a de outros estados, citando a redução de impostos em diferentes áreas.

Alckmin afirmou que iniciou o mandato com 60 estações de trens e metrô em São Paulo e que até o final de 2018 o estado terá 89 estações. No discurso de inauguração, citou nominalmente 11 estações que serão entregues até o final do ano, além de outras dez em obras, segundo ele avançadas. 

Questionado sobre a agenda de inaugurações, o tucano disse que não entregaria a maioria das estações, mas que isso não importava diante do benefício para a população e que os atrasos nas entregas tinham relação com a complexidade das obras e com o cenário de cenário de recessão econômica. 

Alckmin se disse feliz pelo volume de obras em São Paulo e comparou a realidade a de outros estados, citando uma reunião dos governadores com o presidente Michel Temer sobre segurança pública, na qual, segundo ele, vários reclamaram da dificuldade de pagar salários, enquanto sua gestão reduzia tributos.

"Não aumentamos um imposto. Até reduzimos", disse o governador. Como exemplos mencionou a redução na cesta de medicamentos genéricos de 18% para 12%. Alckmin também comparou a taxa de impostos cobrada no etanol em São Paulo a de outros estados e afirmou que reduziu tributos na área têxtil.

Nas redes sociais, o tom eleitoral se manteve. Alckmin publicou um vídeo mostrando o interior da estação Eucaliptos dizendo que era isso que esperava para o país, seguido de seu slogan de campanha. "É isso que o Brasil precisa: investir fortemente em metrô, trem, passageiros e carga", declarou. 

O prefeito João Doria, cotado para disputar as prévias do PSDB para o governo de São Paulo, foi elogiado por Alckmin durante o discurso, mas o governador negou que a presença do prefeito no ato, em que o vice Márcio França não participou, tivesse alguma relação com as eleições.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber