Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

PSD dará preferência a nome com maior viabilidade, diz Kassab

.

GUSTAVO URIBE

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente nacional do PSD e ministro de Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, defendeu nesta quinta-feira (8) o lançamento de um único candidato de centro à eleição presidencial e ressaltou que o partido apoiará o nome que tiver maior viabilidade eleitoral.

Segundo ele, se na véspera da campanha eleitoral uma candidatura de outro partido de centro for mais viável, "ela possivelmente terá a preferência do partido para que tenha o apoio".

Ele não excluiu, contudo, que o nome do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, possa se viabilizar até o pleito nacional. De acordo com ele, o PSD tem trabalhado para dar visibilidade a ele. Pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PSD, contudo, ele patina nas pesquisas de intenções de voto.

"Nós temos de ter o bom senso e a humildade que se no momento certo da definição tiver um indicativo de que existe uma outra candidatura de outro partido que possa ser mais viável, ela possivelmente terá a preferência da legenda para que tenha o apoio", disse.

Em entrevista no Palácio do Planalto, Kassab ressaltou que o resultado das pesquisas de intenções de voto é um indicativo importante. No último Datafolha, Meirelles oscilou entre 1% e 2% nos diferentes cenários.

Nos bastidores, em troca da formação de uma chapa PSDB-PSD ao governo de São Paulo, o ministro tem negociado o apoio à candidatura presidencial do governador Geraldo Alckmin, nome que tem apresentado melhor desempenho no centro.

"Nós entendemos que os partidos de centro, sejam mais à esquerda sejam mais à direita, têm um esforço para que possam se apresenta com apenas uma candidatura às eleições presidenciais. Não é unânime a posição no partido, mas é majoritária", disse.

Segundo ele, há uma posição que está se constituindo como majoritária no PSD de o partido se aliar ao PSDB na disputa ao governo de São Paulo.

"O prefeito João Doria, todos sabem, cada vez mais se habilita para ser candidato. O PSD não vai interferir na questão interna do PSDB, mas existe uma tendência do PSD caminhar com o PSDB em São Paulo", afirmou.

O ministro participou nesta quinta-feira (8) de cerimônia de anúncio do novo regulamento do Marco Legal de Ciência e Tecnologia.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber