Mais lidas
Política

Fundo para novos políticos divulga lista de cem selecionados

.

MARCO RODRIGO ALMEIDA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O grupo RenovaBR apresentou nesta sexta em São Paulo sua primeira turma de bolsistas. Ao todo cem pessoas passarão por cursos de capacitação política para que venham a disputar cargos no Legislativo nas eleições deste ano.

O grupo selecionado é bastante eclético. Há nomes mais ligados à esquerda e outros mais à direita, de diferentes classes sociais e regiões do país, alguns com experiência em governos e eleições e outros neófitos no meio.

Entre os mais conhecidos estão Marcelo Calero (ex-ministro da Cultura de Temer) e Fred Luz, CEO do Flamengo.

O projeto foi idealizado pelo executivo Eduardo Mufarej, que apresentou a turma nesta sexta.

"Vejo este momento como uma ponte de inflexão. Nunca a sociedade esteve tão participativa", disse ele.

O executivo explicou que o objetivo do programa é atrair novas pessoas para a política, capacitadas para propor soluções para os problemas do país e superar o abismo que se abriu entre representantes e representados.

"Queremos fugir dessa divisão de esquerda contra direita. Precisamos retomar a capacidade de diálogo para podermos avançar."

Ao todo 4.000 pessoas se inscreveram no projeto. Os escolhidos assistirão a aulas de teoria geral do Estado, funcionamento do Legislativo, marketing e liderança, entre outras disciplinas.

Cada um deles terá direito a bolsas de até R$ 12 mil, para que se dediquem exclusivamente ao projeto, e ao acompanhamento de um coach. O curso irá até julho.

Os custos totais do projeto não foram divulgados. Mufarej diz ser até o momento o principal investidor. Os demais financiadores, segundo ele, serão divulgados no fim da captação dos recursos, no segundo trimestre.

No evento desta sexta, dez dos bolsistas, escolhidos por eles próprios, falaram um pouco de sua trajetória, espelhando a diversidade da turma.

Entre eles estavam Felipe Rigoni, 27, engenheiro de produção cego do Espírito Santo; Karla Falcão, 26, professora pernambucana; Carlos Tufvesson, 51, militante dos direitos humanos e estilista do Rio; e Priscila Chammas, jornalista baiana ligada ao movimento Livres.

Ao todo, 74% dos selecionados são homens e 26%, mulheres. A média de idade é 35 anos. Há representantes de 21 Estados.

Até março, outros 50 nomes poderão ser escolhidos para o projeto, levando em conta Estado que estão sem representantes na turma, como Paraíba, Tocantins e Maranhão.

Segundo Mufarej, é difícil traçar hoje metas para o desempenho.

"É um processo. Mais perto de junho poderemos dizer o quão preparados eles estão. Muita gente está começando agora, tem potencial altíssimo, mas está começando."

Os participantes, caso eleitos, assumem com o RenovaBR o compromisso de transparência em votações de comissão e plenário, de elaborar um projeto de reforma política e de cumprir o mandato até o fim.

Durante o evento foram divulgados vídeos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do apresentador Luciano Huck em apoio ao projeto. Embora diga não ser candidato, Huck ainda é apontado como presidenciável.

Mufarej disse que ambos são entusiastas do projeto, mas avalia que o RenovaBR dificilmente apoiará algum candidato nas eleições.

"É difícil criar unidade em torno de um nome. Seria desonesto com as pessoas. Construímos um projeto com as pessoas. Não é um projeto para ter uma bandeira política específica."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber