Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

Após pesquisa, direção petista quer comitês suprapartidários

.

CATIA SEABRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A direção do PT enviou a seus diretórios regionais uma lista de tarefas para ampliação de movimentos em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com objetivo de "animar a tropa" -segundo as palavras dos dirigentes petistas- foi definida a criação de "comitês temáticos" nos Estados de "caráter plural, sem se limitar ao campo petista".

Datafolha Sem Lula, Bolsonaro lidera e disputa por vaga no segundo turno se acirra Ex-presidente Collor estreia na pesquisa Datafolha com rejeição alta Bolsonaro tenta barrar na Justiça divulgação da pesquisa Datafolha Estagnado no Datafolha, Alckmin se diz otimista para o segundo turno Poder de transferência de voto de Lula sofre abalo Pesquisa desanima Meirelles, que ainda assim manterá nome na disputa até março Meirelles e Maia têm 1% de intenção de votos, mesmo após movimentações Reprovação a Temer é de 70%, segundo Datafolha "É fundamental incluir os movimentos sociais, outras forças políticas e entidades populares nos comitês. Definir prazo de uma semana para criação dos comitês", diz o documento que leva as assinaturas da secretária nacional de Organização, Gleide Andrade, e o secretário nacional de Movimentos Populares, Ivan Alex.

Gleide Andrade afirma que depois da pesquisa Datafolha está evidente que "não se pode restringir a um único partido a ação em defesa do direito de Lula concorrer".

Segundo ela, os comitês devem ter uma "visão ampla e plural", contando com a adesão daqueles que tenham a "compreensão de que Lula foi injustiçado".

Definida em reunião com a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), a pauta determina ainda a criação de comitês setoriais e a fixação de calendário para as atividades de lançamento temáticos da pré-candidatura de Lula.

Embora comemorem o resultado da pesquisa, dirigentes petistas já admitem, em conversas reservadas, a possibilidade de a foto de Lula não estar nas urnas no dia 7 de outubro.

Não está descartada a hipótese de o PT não ter candidato na disputa eleitoral. Até lá, o partido trabalhará pela eleição de sua bancada federal e pelo registro da candidatura de Lula no dia 15 de agosto.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber