Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

ARTE - Os motivos para a condenação de Lula citados por Moro e o que disseram os advogados

.

DOCUMENTO RASURADO

- Conclusão da Justiça: foi achada em buscas uma "proposta de adesão" que mostra Lula e Marisa como beneficiários de um tríplex no prédio no Guarujá. O número do apartamento estava rasurado

- O que disse Moro: "Desde o início o direito adquirido estava vinculado a uma unidade imobiliária específica."

- A defesa: Lula disse em depoimento desconhecer esse documento. A defesa diz que ele não é o dono do tríplex

PERÍCIA EM COMPUTADORES DA OAS

- Conclusão da Justiça: um laudo da PF mostra que, no sistema de informática da empreiteira, o apartamento em questão aparecia como "vaga reservada"

- O que disse Moro: "[Era] a única unidade a encontrar tal anotação."

- A defesa: diz que Marisa Letícia havia adquirido cotas de uma unidade no condomínio em Guarujá a partir de 2005, e que desistiu da compra do imóvel posteriormente

MENSAGENS DE CELULAR

- Conclusão da Justiça: os telefones dos ex-executivos da OAS mostravam mensagens que falavam em 'projeto do Guarujá' ou 'da praia' e citavam "madame", em referência a Marisa Letícia

- O que disse Moro: "Conclui-se que a OAS esteve envolvida na reforma do referido sítio em Atibaia e ainda na reforma do apartamento."

- A defesa: Lula disse em depoimento desconhecer qualquer atuação da OAS a seu favor e que não tratou da reforma com Pinheiro

REFORMA PERSONALIZADA

- Conclusão da Justiça: a OAS não reformou outros apartamentos no condomínio em Guarujá nem tem por praxe fazê-lo em seus empreendimentos imobiliários

- O que disse Moro: "Se o presidente havia desistido da aquisição do apartamento, por que a OAS teria insistido em mobiliá-lo?"

- A defesa: diz que Lula não pediu as benfeitorias. O ex-presidente falou que desconhecia o assunto em audiência

CONTRADIÇÕES DE LULA

- Conclusão da Justiça: Lula se contradisse em depoimentos ao explicar as circunstâncias da desistência do imóvel e da reforma do apartamento

- O que disse Moro: "O depoimento em juízo e o prestado perante a autoridade policial são absolutamente inconsistentes com os fatos."

- A defesa: diz que as conclusões de Moro são apenas especulações e que não há provas de crime

OMISSÃO COM ESQUEMA

- Conclusão da Justiça: o esquema na Petrobras está comprovado. Lula não reagiu às descobertas do escândalo do mensalão nem repreendeu seus subordinados, o que demonstra conivência

- O que disse Moro: "Não se verificou nada além de afirmações genéricas de que os culpados deveriam ser punidos"

- A defesa: Lula afirmou que não tratava do dia a dia na Petrobras e que não costumava se reunir com diretores da estatal. Afirma que nem Moro nem a imprensa sabiam do esquema

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber