Mais lidas
Política

Justiça do MS bloqueia R$ 16 milhões dos três últimos ex-prefeitos da capital

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Justiça do Mato Grosso do Sul determinou a indisponibilidade de até R$ 16.089.933,42 em bens dos três últimos ex-prefeitos de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PTB), Alcides Bernal (PP) e Gilmar Olarte.

Eles são acusados de realizar contratações de funcionários "fantasmas" e de duplicidade de pagamentos em convênios entre o município e as entidades Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar) e Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária entre 2012 e 2016.

A decisão foi tomada pelo juiz David de Oliveira Gomes, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, e atendeu a uma Ação Civil de Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público do Estado. O bloqueio de bens tem como objetivo garantir a reparação de prejuízos causados aos cofres públicos do município.

Nelson Trad Filho é irmão do atual prefeito da cidade, Marquinhos Trad.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber