Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Meirelles diz que avaliará 'até que ponto' há condições para concorrer

.

MAELI PRADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira (11) que vai analisar, até abril, "até que ponto" existem condições políticas e eleitorais para sua candidatura à presidência da República neste ano.

Em conversa com o apresentador José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, Meirelles, que é filiado ao PSD, declarou que avalia também "se existe disposição pessoal para isso".

"É isso que tenho que avaliar até abril, para ver até que ponto existem de fato condições para isso, se existe disposição pessoal pra isso, até que ponto as condições políticas e eleitorais estão favoráveis", declarou o ministro ao ser questionado pelo apresentador sobre sua possível candidatura.

Em pesquisa do Datafolha de novembro do ano passado, o ministro aparece com 1% e 2% das intenções de voto, a depender do cenário.

Menos da metade dos eleitores (48%) afirmaram conhecer Meirelles, que, antes de chefiar a Fazenda sob Temer, foi presidente do Banco Central durante todo o governo Lula. Só 9% dizem conhecer muito bem o ministro.

Sua rejeição junto ao eleitorado, de 22%, é menor que as de Temer (71%), Lula (39%), Jair Bolsonaro (28%) e Geraldo Alckmin (27%). Meirelles tem disputado com Alckmin e Rodrigo Maia (DEM) apoios de partidos da base governista.

Na entrevista, o ministro ainda citou o escritor Nelson Rodrigues (1912-1980) ao afirmar que nada é "mais brutal que o fato", ressaltando que sua gestão tem tido resultados "extremamente positivos".

"Hoje, nos debates que tenho participado como ministro, o resultado tem sido extremamente positivo. Estamos fazendo um trabalho que dá um resultado muito bom. Como dizia um escritor brasileiro, nada mais brutal que o fato. Eu sou uma pessoa que acredita muito em resultados."

O ministro também fez referência à inflação baixa e geração de empregos. Nesta terça (10), o IBGE divulgou que a inflação acumulada em 2017 foi de 2,95%, valor abaixo do piso da meta do Banco Central. Foi a primeira vez que isso ocorreu desde que foi criado o sistema de metas de inflação, em 1999.

"O Brasil de fato está crescendo cada vez mais, a inflação está baixa, o emprego está sendo criado", disse.

Em entrevista ao "Estado de S. Paulo" publicada nesta quinta (11), o presidente Michel Temer elogiou o governador Geraldo Alskmin, pré-candidato do PSDB ao Planalto, e disse preferir Meirelles na Fazenda, sem disputar eleição.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber