Mais lidas
Política

Procuradoria denuncia Andrés Sanchez sob suspeita de crime tributário

.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A PGR (Procuradoria Geral da República) denunciou nesta segunda (11) o deputado Andrés Sanchez (PT-SP) sob a acusação de crime tributário.

Segundo o Ministério Público, o parlamentar e outras três pessoas causaram prejuízo de R$ 8,5 milhões aos cofres públicos.

A denúncia foi enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal), que terá de decidir se eles vão virar réus.

De acordo com a PGR, o parlamentar e os sócios usaram "laranjas" para abrir uma empresa, a Orion Embalagens, na tentativa de esconder operações financeiras e, assim, omitir receitas.

A companhia foi criada em 2002 e encerrou as atividades em 2005.

"A Orion Embalagens fazia parte do Grupo Sol, administrado pelos denunciados e que atuava no mesmo segmento econômico, no mesmo espaço de outras empresas do grupo e possuía os mesmos funcionários. Todas as empresas do Grupo Sol tinham a mesma contadora, responsável pela escrituração contábil e fiscal que caracterizaram o crime tributário", escreveu a procuradora-geral, Raquel Dodge.

A PGR pede na denúncia ressarcimento pelo dano causado e condenação dos causados por dano moral coletivo.

De acordo com o Ministério Público, se forem condenados, os quatro estão sujeitos a pena que varia entre dois e cinco anos de reclusão, podendo ser acrescida em até a metade do prazo fixado, por causa de agravantes caracterizados na denúncia.

Procurado, o deputado ainda não se manifestou sobre a denúncia.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber