Mais lidas
Política

Próximo a Aécio, Perillo assumirá segundo maior posto no PSDB

.

TALITA FERNANDES E THAIS BILENKY

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Próximo do senador Aécio Neves (MG), o governador de Goiás, Marconi Perillo, assumirá o segundo principal posto do PSDB, a primeira vice-presidência, e pode ficar com a presidência do partido se Geraldo Alckmin se afastar para disputar as eleições.

A ala comandada por Aécio deve levar ainda outro cargo importante, a secretaria-geral, que será ocupada pelo deputado Marcus Pestana (MG).

O acerto foi formalizado nesta quinta-feira (7) após semanas de negociação tensa entre os dois e o senador Tasso Jereissati (CE), que resistia a esse desfecho.

Perillo será o primeiro vice-presidente da nova estrutura de comando do PSDB, que será eleita em convenção no próximo sábado (9).

Depois de intensa disputa entre Perillo e Tasso pela presidência do PSDB, foi selado um acordo para que Alckmin ocupe o cargo.

A escolha de Perillo como primeiro vice, contudo, dá sinais de que não houve pacificação interna. O goiano é apoiado por Aécio, que destituiu Tasso da presidência do partido no mês passado.

Ao escolher um primeiro vice, o PSDB retoma uma estrutura antiga do partido, em que havia uma linha sucessória para eventual afastamento do presidente. Pela organização atual são sete vices, sem hierarquia entre eles.

Já Tasso deve comandar o Instituto Teotônio Vilela, órgão político do partido.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber