Mais lidas
Política

Barroso e Fukuyama debaterão o Estado de direito em Stanford

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, e o cientista político Francis Fukuyama são destaques do seminário "Rule of Law [estado de direito] in Latin America", que ocorre nestas quinta (7) e sexta (8) na Universidade Stanford, costa oeste dos EUA.

Barroso abrirá o evento, organizado pelo centro de estudos latino-americanos da universidade. Fará a palestra "Estado de direito: combatendo a corrupção e fixando uma agenda para o futuro."

O ministro afirma que abordará "as mudanças de atitude, legislação e jurisprudência que têm permitido algum avanço" no combate à corrupção no Brasil.

Autor do célebre "O Fim da História e o Último Homem" (ed. Rocco), Fukuyama debate na sexta a força dos controles institucionais com os brasileiros Carlos Pereira e Marcus Melo, colunista da Folha de S.Paulo.

O professor americano se pergunta se há um limite a partir do qual a ação de organizações como o Judiciário e a Procuradoria se torna excessiva, fazendo da tomada de decisões um processo "extremamente lento e custoso".

Pereira, um dos organizadores do seminário, diz que a opção brasileira para enfrentar a corrupção, dadas as limitações do sistema eleitoral, favoreceu "uma rede sofisticada de instituições de controle independentes", como o Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Federal.

Participarão do evento, entre outros, os pesquisadores Larry Diamond (Stanford) e Miriam Golden (Universidade da Califórnia). O professor de direito da FGV Oscar Vilhena, colunista da Folha de S.Paulo, e Vinicius Mota, secretário de Redação do jornal, também estarão no seminário.

O evento pode ser acompanhado on-line pelo link https://m.youtube.com/watch?v=YS2AauIPoA8, a partir das 21h na quinta e das 15h na sexta.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber