Mais lidas
Política

Em aceno à Câmara, Temer atribui a parlamentares avanços na economia

.

FÁBIO PONTES

PORTO VELHO, RO (FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (23) que os avanços positivos na economia brasileira -como a retomada dos empregos e o controle da inflação- só foi possível graças ao apoio dos parlamentares ao aprovarem as reformas defendidas pelo Planalto.

A declaração, durante evento em Porto Velho (RO), foi um possível aceno de Temer para obter os votos necessários para aprovar as novas regras de aposentadoria ainda esse ano.

Vista como impopular, a reforma da Previdência enfrenta resistência dos deputados às vésperas de ano eleitoral. "O Congresso Nacional me deu um apoio extraordinário [para aprovar reformas]", disse Temer.

O presidente comemorou o fato de seu governo retirar o Brasil da recessão com apenas 18 meses de mandato. "Não são quatro anos, são 18 meses."

Temer esteve em Rondônia para participar da inauguração de um hospital de câncer. O presidente fez um discurso de união defendendo que "brasileiro não pode ficar contra brasileiro, mas com brasileiro".

Entre os presentes ao lado de Temer estava o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que em março virou réu no STF sob acusação de ter recebido propina em sua campanha de 2010.

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), primeira-secretária da Casa, que votou pela aceitação da denúncia da PGR contra Temer nas duas cotações da Casa, fazendo críticas a Temer, também esteve ao lado do peemedebista na comitiva oficial.

Rondônia é reduto do PMDB, o que fez o presidente da República não enfrentar protestos. Ele não deu entrevistas e apenas se manifestou em discurso. Entre as falas de parlamentares, houve elogios a Temer, apontado como "um homem digno de ser presidente do Brasil*.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber