Mais lidas
Política

Em aproximação estratégica, Temer faz aceno a Maia em posse de ministro

.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em dificuldades no Congresso Nacional, o presidente Michel Temer fez uma deferência pública nesta quarta-feira (22) ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Na cerimônia de posse do ministro Alexandre Baldy (Cidades), o presidente fez questão de ressaltar que o substituto de Bruno Araújo (PSDB-PE) foi uma indicação de Maia e elogiou sua atuação no Poder Legislativo.

"Ele [Maia] tem conduzido as mudanças necessárias", disse o presidente.

"E tem sido parceiro fundamental para o sucesso de nosso governo", acrescentou.

Para tentar aprovar as reformas governistas, Temer iniciou desde a semana passada uma aproximação estratégica com o presidente da Câmara, que vinha sinalizando um distanciamento do Palácio do Planalto.

Além de nomear Baldy, o presidente indicou a Maia que ele terá participação na escolha do sucessor de Paulo Rabello de Castro, que deixará o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em março.

O economista já avisou ao presidente que deve deixar o cargo para a disputa eleitoral de 2018, provavelmente como candidato do PSC à Presidência.

Desde a saída de Maria Silva do BNDES, em maio, Maia vinha tentando emplacar um nome para o comando do banco de investimentos, mas acabou sendo vencido pelo ministro Moreira Franco, defensor de Castro.

A aproximação de Temer e Maia tem também o objetivo de articular uma aliança entre PMDB e DEM para a disputa das eleições de 2018.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber