Facebook Img Logo
Mais lidas
Política

Após grupo se aproximar de Huck, fundador do Agora! anuncia saída

.

JOELMIR TAVARES

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dos fundadores do Agora!, movimento que defende a renovação política, o produtor cultural e ativista Alê Youssef anunciou nesta segunda-feira (20) sua saída do grupo criticando a aproximação da entidade com o apresentador Luciano Huck.

Youssef disse, em mensagem enviada no grupo de WhatsApp dos membros, que virou, "sem querer e sem saber, um dos apoiadores e articuladores da candidatura de Luciano Huck no imaginário de quem acompanha a questão".

Apontado como pré-candidato a presidente em 2018, embora hoje negue publicamente essa possibilidade, o apresentador da Globo virou integrante do Agora! neste ano. Ele tem conversado com outros movimentos que buscam oxigenar as eleições e também se encontrado com lideranças de partidos como PPS e DEM.

Há alguns dias, numa reunião com o presidente do PPS, Roberto Freire, Huck estava acompanhado de Ilona Szabó. Especialista em segurança pública e política de drogas, ela também é fundadora do Agora! e foi uma das responsáveis pela entrada do apresentador no grupo.

Criado no ano passado por cerca de 50 pessoas, o movimento tem hoje 90 participantes, entre empresários, acadêmicos e ativistas, boa parte na faixa dos 40 anos de idade.

Youssef afirmou que o eventual apoio da organização ao apresentador é "uma decisão muito séria e que deveria ser exaustivamente debatida de forma ampla e transparente por todos os membros".

O movimento, oficialmente, não endossou ou se engajou em nenhuma candidatura. A princípio, o grupo concentraria esforços na eleição de nomes para o Congresso Nacional.

O Agora!, via assessoria de imprensa, diz que é precipitado tratar do tema e que "não pode responder por eventual candidatura de nenhum de seus membros".

Youssef relatou, no comunicado em que informa a saída, se sentir incomodado com a associação que tem sido feita entre o Agora! e a movimentação política de Huck.

Segundo o produtor cultural, com a repercussão sobre a provável candidatura, ele passou a ser questionado sobre o suposto apoio do grupo ao comunicador e a participação nas articulações que ele tem feito.

"Acho uma grande pena que o debate sobre a eleição presidencial tenha ganhado tanta força dentro do Agora!, o que deixa um pouco de lado a mais do que urgente e necessária renovação do Legislativo brasileiro. Por experiência pessoal, eu sei que é natural uma candidatura nacional esvaziar em quadros e interesse o pleito legislativo", afirmou no texto.

Youssef participou da criação da Rede Sustentabilidade, partido liderado por Marina Silva, e foi candidato a deputado federal pelo PV em 2010. Ele ocupou cargos na Prefeitura de São Paulo (no governo de Marta Suplicy, como coordenador de Juventude) e no governo federal (como assessor no Ministério da Justiça na gestão Fernando Henrique Cardoso).

"O que mais me atraía no Agora! era a possibilidade de um projeto diverso, com várias cores, mas com pautas em comum de renovação e requalificação do legislativo", escreveu o fundador, que neste ano lançou uma série de vídeos na internet, chamada "Candidate-se", para estimular a entrada de lideranças na política.

Um dos criadores do bloco carnavalesco Acadêmicos do Baixo Augusta, Youssef também já apresentou programas no canal GloboNews, fez parte da equipe do "Esquenta!", na Globo, e é casado com a atriz Leandra Leal.

'DR' EM GRUPO

A possibilidade de que o Agora! possa ser visto externamente como uma espécie de fiador da candidatura de Huck começa a incomodar outros integrantes do movimento.

A reportagem apurou que o fato de o grupo estar sendo relacionado às articulações do apresentador é controverso dentro da entidade. Há tanto os dispostos a apoiar uma adesão quanto os que rechaçam a hipótese.

No texto de despedida, Youssef disse que o engajamento na campanha comprometeria a veia de pluralidade do movimento, que busca se colocar no centro do espectro político, e afastaria membros que têm ideologia mais à esquerda.

Para ele, o embarque numa eventual chapa de Huck colocaria o grupo "quase que naturalmente na centro direita, coisa que a imprensa e muitos formadores de opinião já fazem desde o ingresso" do comunicador na lista de membros.

Numa reunião na semana que vem, marcada antes da saída de Youssef, está previsto que os integrantes discutam o assunto -o próprio Huck é esperado no encontro.

Além do Agora!, o apresentador está participando do RenovaBR, outra entidade que propõe alternativas para a política e vai financiar, dando bolsas de R$ 5.000 ou mais, a formação de pessoas que queiram se candidatar no ano que vem.

Neste mês, durante um evento em São Paulo, o comunicador disse que buscaria se ligar mais a movimentos cívicos do que a partidos políticos. Nos últimos dias, o PPS passou a ser mencionado com frequência como provável destino de Huck, que segue em silêncio sobre os rumores.

Na mensagem em que pede seu desligamento do Agora!, Youssef diz desejar "de coração" boa sorte aos ex-colegas de grupo. "Não pretendo causar desconforto nem atrapalhar o caminho de quem fica."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber