Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Liminar suspende trabalhos da Comissão Processante em Rosário

.

A juíza de Direito Vivian Hey Wescher, da Comarca de Grandes Rios, concedeu anteontem à noite liminar em mandado de segurança impetrado pela defesa do prefeito de Rosário do Ivaí, Ilton Shiguemi Kuroda (PSC), suspendendo os trabalhos da Comissão Especial Processante (CEP)constituída pela Câmara de Vereadores.

A CEP, instalada em setembro, investiga supostas irregularidades que teriam sido praticadas pela atual gestão municipal relacionadas a desvio de funções de servidores públicos, o que poderia levar à cassação do mandato do prefeito. A denúncia contra Kuroda foi apresentada no Legislativo pelo servidor público municipal Onivaldo Donizete Ramos.A juíza determina na liminar que os trabalhos da CEP fiquem suspensos até julgamento do mérito e decisão final dos autos. A comissão é composta pelos vereadores Valdecir Garcia Marques (PSDB), presidente; João Antônio Mercer Ribas (PTB), relator, e Áureo da Silva Ramos (PMDB).

O prefeito Ilton Kuroda disse ontem que já esperava por esta decisão da Justiça. Segundo ele, o que existe nesta Comissão Especial Processante é apenas interesse político de alguns vereadores e de outros políticos da cidade que, conforme assinala, “não se conformam com o novo modelo de administração implantado em Rosário do Ivaí e não querem ver o município se desenvolver”. Ele acredita que o processo de cassação de seu mandato será definitivamente anulado pela Justiça, uma vez que não há nada de errado que possa levar a isso.“Eu sou uma novidade neste mandato, pois fui eleito sem prometer nada ao povo”, afirma Kuroda, observando que, mesmo não prometendo nada, vem realizando coisas importantes que a população espera. Ele cita, entre essas conquistas, a construção da ponte sobre o Rio do Peixe, ligando os municípios de Rosário do Ivaí e Ortigueira. “Eu não prometi esta obra, mas o povo de Rosário do Ivaí queria e aí está ela já em fase de conclusão”, declara o prefeito, que estabeleceu parceria com a Prefeitura de Ortigueira e a empresa Klabin do Paraná para sua concretização.

Kuroda lembra que os tais desvios de funções na Prefeitura não são do seu mandato, mas de outras administrações anteriores que elevaram a esta situação e hoje está difícil de se consertar. Segundo ele, tem funcionário público da área administrativa que há 18 anos está na saúde distribuindo remédios. “Então isso vem de outras gestões passadas e agora querem incriminar a minha por interesses políticos”, diz.Para Kuroda, atrás desta denúncia estariam o atual presidente da Câmara, vereador Osmiranou Siqueira (PT), o Lustroso, e o vice-prefeito Orlando Alves de Almeida (PMDB) que, conforme assinala, fazem as articulações políticas para tirá-lo do cargo e, inclusive, já pensando nas eleições de 2010.

OUTRO LADO
O presidente da Câmara, vereador Lustroso, negou que esteja fazendo articulação política contra o prefeito. Ele assegura que, na condição de presidente da Casa, apenas cumpriu seu papel de receber a denúncia e colocá-la para votação em plenário, a qual foi acatada pela maioria.Quanto à liminar, ele assinala que houve apenas uma paralisação dos trabalhos da CEP, já que o prefeito alega cerceamento da defesa. No entanto, a comissão fará seus esclarecimentos e caberá à Justiça a decisão final. 


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber