Mais lidas
Política

'Depois dizem que a Lava Jato combate a corrupção', reage Lula a vitória de Temer

.

CÁTIA SEABRA, ENVIADA ESPECIAL

ARAÇUAÍ, MG (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chamou, nesta quarta-feira (25), de "absurda" a decisão do Congresso de rejeitar o prosseguimento da denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra Michel Temer (PMDB), permitindo a sua continuidade na Presidência.

Lula soube do resultado da votação durante ato na cidade de Araçuaí (MG), no Vale do Jequitinhonha. O petista se referiu à decisão como uma demonstração de ineficiência da operação Lava Jato no combate à corrupção.

"Depois dizem que a Lava Jato está combatendo a corrupção. Depois dizem que a operação Lava Jato está moralizando este país, que quer combater a corrupção. Se ela quisesse combater a corrupção, não tinha essa corrupção campeada no Congresso", reagiu o ex-presidente.

Ao discursar na praça central da cidade, Lula afirmou que Temer gastou R$ 30 bilhões para garantir seu cargo e lembrou que o presidente sofre alta rejeição.

No palanque, Lula acusou Temer de aplicar um golpe sobre a ex-presidente Dilma Rousseff, de quem era vice.

Ao discursar em cidades do Vale Jequitinhonha, Lula responsabilizou os agentes da Lava Jato pela morte de sua mulher, Marisa Letícia, em fevereiro deste ano.

O petista está, desde segunda (23), em uma caravana por Minas Gerais e deve visitar 12 cidades do Estado.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber