Mais lidas
Política

ATUALIZADA - Câmara barra segunda denúncia contra Temer

.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Câmara dos Deputados já reuniu na noite desta quarta-feira (25) votos suficientes para barrar a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB).

A sessão ainda está em andamento, mas devido às ausências não será mais possível à oposição e aos dissidentes da base governista atingir o mínimo de 342 votos para que o Supremo Tribunal Federal seja autorizado a analisar a acusação contra o presidente da República e dois de seus ministros, Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

Apesar de os governistas terem levado oito horas para reunir o número mínimo de deputados para abrir a sessão, o resultado repete o desfecho da análise da primeira denúncia da Procuradoria-Geral da República, em agosto, que foi barrada por 263 votos a 227.

Os dois casos —acusação de corrupção passiva na primeira e obstrução da Justiça e organização criminosa, na segunda— ficam congelados e só voltam a tramitar após o fim do mandato de Temer, em janeiro de 2019.

O resultado final dessa terça encerra o conturbado momento político iniciado em maio de 2017 com a divulgação do áudio da conversa entre Temer e o empresário Joesley Batista.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber