Mais lidas
Política

ATUALIZADA - Dificuldade de reunir quorum faz governistas temerem adiamento da votação

.

RANIER BRAGON, BRUNO BOGHOSSIAN, DANIEL CARVALHO, MARINA DIAS E BERNARDO MELLO FRANCO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mais de quatro horas depois da hora marcada para a abertura da sessão, a base de apoio a Michel Temer ainda nem chegou perto de reunir o quorum necessário para início da votação da segunda denúncia contra o presidente da República.

Só 258 deputados registraram presença em plenário até às 12h20. É preciso ao menos 342.

A oposição está esvaziando a sessão com o objetivo de adiar a votação e deixar Temer mais algumas semanas sob desgaste.

Mas vários parlamentares do governo também estão aderindo a esse movimento, o que preocupa aliados de Temer.

"Eu não sou oposição, mas o governo diz que vai tratar como oposição quem votar a favor da denúncia. Então o governo que chame a sua base para dar presença porque eu não vou registrar", diz o deputado Marcos Rogério (DEM-RO). "Assim como eu, vários estão fazendo isso."

O deputado se refere à ameaça do Palácio do Planalto de tratar como oposição todos aqueles que apoiarem a acusação do Ministério Público.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber