Mais lidas
Política

Deputados da base vão à Câmara mas não marcam presença para dar 'susto' em Temer

.

MARINA DIAS E BRUNO BOGHOSSIAN

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Deputados da base aliada a Michel Temer decidiram dar um recado ao governo e marcar presença em plenário somente no fim da tarde desta quarta-feira (25), mesmo que estejam desde cedo nas dependências da Câmara.

A estratégia, adotada por parlamentares do PSDB e do chamado "centrão", alas insatisfeitas com Temer, servirá, segundo eles, para "ver até onde o governo chega" para colocar em plenário os 342 deputados necessários para que se inicie a votação da segunda denúncia contra o peemedebista.

Pouco antes do meio-dia, por exemplo, havia 323 deputados na Casa, mas só 230 tinham marcado presença no plenário.

Um deputado tucano que estava na Câmara sem marcar presença brincou que deixaria o local no início da tarde para "almoçar em casa e tirar uma soneca". Só voltaria às 16h.

Para o Planalto, é fundamental que a denúncia por obstrução da Justiça e formação de organização criminosa seja sepultada nesta quarta (25), para que o governo tente virar a página e estancar o desgaste com as denúncias apresentadas pela PGR (Procuradoria-Geral da República).

Auxiliares de Temer estão preocupados com a possível falta de quórum -ou seja, número mínimo de parlamentares em plenário para iniciar a votação- e atuam para estimular que, pelo menos até o início da tarde, o patamar seja atingido.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber