Mais lidas
Política

Em Minas, Lula diz que Aécio 'sabe que causou o mal'

.

CÁTIA SEABRA, ENVIADA ESPECIAL

IPATINGA, MG (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta segunda-feira (23) um ataque em campo adversário.

No Vale do Aço para o lançamento de sua caravana pelo Estado de Minas, Lula responsabilizou o presidente do PSDB e senador, Aécio Neves (MG), pela crise brasileira.

Ao discursar para apenas cerca de 2.000 pessoas -segundo estimativa da PM mineira-, Lula disse que o ex-governador de Minas "pregou o ódio" na campanha presidencial de 2014 e agora "está sofrendo na própria carne".'

Sem citar o nome de Aécio nesse momento do discurso, apenas fazendo uma alusão à sua atuação contra a então adversária Dilma Rousseff, além do fato de ele ter governado Minas, Lula afirmou que o tucano "plantou vento e está colhendo tempestade".

"Ele sabe que é a pessoa que causou o mal neste país", discursou Lula.

Ao citar a manifestação de cerca de 60 opositores em uma rua vizinha à praça onde ele estava, Lula descreveu sua trajetória para dizer que não tem medo de provocadores.

Ao lado de Dilma e do governador Fernando Pimentel (PT-MG), Lula disse que faz duas horas de ginástica por dia e recomendou que seus rivais se preparem. Ele lembrou que completará 72 anos na próxima sexta-feira (27), mas com "corpo de 30".

"Eles que façam plástica porque vou voltar. Vou voltar com 70, corpinho de 30 e tesão de 20."

Em sua estreia, Lula dividiu as atenções com Dilma. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), defendeu no palanque a volta da ex-presidente.

De costas para a ex-presidente em boa parte do ato, Lula não endossou a proposta em seu discurso.

A caravana por Minas, nos moldes da que realizou por Estados do Nordeste entre agosto e setembro, vai durar oito dias e tem no roteiro 12 cidades.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber