Mais lidas
Política

Ordem da Justiça é arbitrária, afirma defesa

.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O advogado Rodrigo Roca, que defende o ex-governador Sérgio Cabral, diz que a decisão do juiz Marcelo Bretas de transferir seu cliente a um presídio federal foi arbitrária.

"Evidente que ele esticou muito o conceito de que pode ser entendido como ameaça. Não teve nenhuma ameaça", disse o advogado.

O peemedebista mencionou familiares do magistrado durante um interrogatório, o que motivou o pedido de transferência aceito por Bretas. "Essa informação sobre familiares não tem relevância alguma para o processo, para a segurança, para qualquer tipo de embaraço ao juiz", disse Roca.

A defesa de Cabral já protocolou um pedido de habeas corpus no Tribunal Regional Federal para impedir a transferência. Nele, alega que o ex-governador estaria em risco num presídio federal.

"A determinação se mostra temerária por ser público e notório que o paciente, na condição de governador, se empenhou pessoal e institucionalmente para lograr a transferência de pessoas consideradas perigosíssimas à sociedade fluminense, justamente para presídios federais o que, decerto, poria em risco a sua integridade física."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber