Mais lidas
Política

Ciro diz que falava sobre 'momento de agressividade'

.

Ciro diz que falava sobre 'momento de agressividade'
Ciro diz que falava sobre 'momento de agressividade'

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dia após dizer que não vê Marina Silva (Rede) "com energia" e que o "momento é muito de testosterona", o pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, trocou farpas nesta sexta-feira (20) com a ex-deputada federal Luciana Genro (RS) em uma rede social.

A discussão começou após Luciana publicar um vídeo no Facebook acusando Ciro de machista por sua declaração.

"Estou muito indignada em ter ouvido mais uma vez as imprecações machistas de Ciro Gomes", afirmou Luciana no vídeo. "Dessa vez ele passou de todos os limites dizendo que o momento político exige testosterona e, por isso, uma mulher não podia estar à frente dos processos de mudança do Brasil".

No vídeo, Luciana lembrou de uma antiga polêmica de Ciro. Em 2002, quando era casado com Patrícia Pillar, ele foi questionado sobre qual era a importância da atriz em sua campanha. Respondeu que ela tinha "um dos papéis mais importantes, que era o de dormir" com ele.

Para mostrar que a mulher "cumpre um papel fundamental na história do mundo", Luciana mostrou fotografias de mulheres guerrilheiras, como soldadas curdas, russas que pegaram em armas durante a Revolução de 1917 e combatentes da Revolução Espanhola (1936-1939).

Pouco depois, Ciro Gomes reagiu e chamou Luciana de "descuidada, demagoga e oportunista", afirmando que não fizera tais declarações.

"O que eu falei DENUNCIANDO, era que o Brasil estava vivendo um momento político de muita agressividade e ódio e de testosterona que, neste contexto quer dizer o mesmo, ou seja, agressividade", disse Ciro. "Leu num despacho do jornalão dos banqueiros e já foi ser a demagoga oportunista".

Ciro falava sobre a estratégia política de Marina também disposta a se candidatar ao Planalto, quando falou sobre a testosterona.

"Não vejo ela com energia, e o momento é muito de testosterona. Não elogio isso. É mau para o Brasil, mas é um momento muito agressivo e ela tem uma psicologia avessa a isso. Não sei, eu tô achando que ela não é candidata", disse.

Luciana fez a tréplica, dizendo que a notícia havia sido publicada pela imprensa. "Descuidada uma ova!", disse a ex-deputada, compartilhando notícia da Folha de S.Paulo.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber