Mais lidas
Política

'Quem não ficaria feliz?', diz Doria sobre apoio de Maia

.

GABRIELA SÁ PESSOA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Foi um encontro entre amigos, que conversaram sobre a agenda de reformas do país. Assim o prefeito João Doria (PSDB) resumiu nesta sexta (22) o jantar que ofereceu ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), na noite de quinta (21).

Antes de entrar na casa do prefeito, Maia disse a jornalistas algo que agradou ao prefeito: "Com certeza" seu partido apoiaria uma candidatura de Doria à Presidência em 2018. Doria disputa a indicação do PSDB com Geraldo Alckmin.

"Quem não ficaria feliz com uma declaração dessas?", afirmou Doria nesta sexta, após discursar na convenção do Solidariedade, em São Paulo. O partido reconduziu o deputado Paulinho da Força à presidência da legenda.

O prefeito negou que as eleições de 2018 estivessem no cardápio do encontro. E contou que Maia disse esperar colocar em pauta a reforma da Previdência neste semestre. "Foi uma conversa positiva, muito brasileira", resumiu Doria.

Comensais na noite de quinta, Doria e Maia não se encontraram na sexta: os dois, além de Alckmin, participaram da mesma convenção em horários escalonados.

Alckmin falou na abertura, pouco depois das 10h. Rodrigo Maia chegou perto das 11h. E Doria, às 12h30 -todos tinham agenda pela manhã.

Paulinho da Força, aliado dos três, os apresentou igualmente como presidenciáveis. Disse que sua legenda é de centro-esquerda e, por isso, consegue dialogar com todos os lados. E, como não vai lançar candidato, o Solidariedade aguarda a definição de seus correligionários para decidir em qual nome irá finalmente apostar.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber