Mais lidas
Política

Janot envia ao Supremo delação do corretor Lúcio Funaro

.

TALITA FERNANDES

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A PGR (Procuradoria-Geral da República) enviou nesta terça-feira (29) a delação do corretor de valores Lúcio Funaro ao STF (Supremo Tribunal Federal).

A expectativa dos procuradores é que o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, homologue a colaboração ainda nesta semana.

Para que isso aconteça, é necessário que o operador seja ouvido e o juiz entenda que a colaboração foi firmada de forma espontânea pelo delator.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pretende acrescentar trechos da colaboração de Funaro à nova denúncia contra o presidente Michel Temer.

Fontes próximas às investigações afirmam que o grupo de trabalho da Lava Jato fecha os últimos ajustes para enviar a peça ao Supremo

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber