Mais lidas
Política

ATUALIZADA - Fundador da OAS, César Mata Pires morre aos 67

.

WÁLTER NUNES E JOÃO PEDRO PITOMBO

SÃO PAULO, SP, E SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - O fundador do grupo OAS César Mata Pires, 67, morreu na manhã desta terça-feira (22), em São Paulo, de infarto. Ele caminhava pelo Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, às 9h30, quando sofreu um ataque cardíaco.

Foi socorrido por pessoas que frequentavam o local e levado para o Hospital das Clínicas, mas não sobreviveu.

Nos últimos três anos, Mata Pires andava preocupado com o avanço da Operação Lava Jato sobre a empresa da família. Léo Pinheiro, acionista e ex-presidente da OAS, foi preso duas vezes pelo juiz federal Sergio Moro.

Executivos e acionistas da empreiteira estão próximos de fechar acordo com procuradores da Lava Jato. Entre os colaboradores, estão os herdeiros César Mata Pires Filho e Antonio Carlos Mata Pires. O patriarca não estava entre os que negociavam com o Ministério Público Federal.

Engenheiro, César Mata Pires formou-se na Universidade Federal da Bahia e fundou a OAS em 1976 ao lado dos empresários Carlos Suarez e Durval Olivieri.

Casou-se com Tereza Magalhães, filha do então governador da Bahia Antônio Carlos Magalhães (1927-2007). Teve três filhos: César Mata Pires Filho, Antonio Carlos Mata Pires e Fernanda Mata Pires Morari.

Poucos anos depois de sua fundação, a OAS passou participar de obras públicas federais e tornou-se uma das maiores empreiteiras brasileiras. Entre 2002 e 20012, a OAS foi a terceira empresa que mais doações fez a campanhas eleitorais no país.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber