Mais lidas
Política

ATUALIZADA - Tecnologia permite estar longe de SP, diz tucano em TO

.

CECÍLIA SANTOS

PALMAS, TOCANTINS (FOLHAPRESS) - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda (14), em Palmas (TO), que não vê nenhum impedimento em participar de eventos políticos fora de São Paulo durante a semana, dia de expediente na prefeitura.

Durante esta semana, além do Tocantins, Doria deve visitar outros três Estados -RN, CE e PE.

"Não há nenhum impedimento para que o prefeito da cidade de São Paulo viaje, além do que, com a tecnologia você pode estar ligado, cobrando a todos e presente. Não há nenhum problema nisso", disse.

Doria voltou a afirmar que não descarta a possibilidade de ser candidato a presidente no ano que vem.

"Na vida você não deve nunca descartar nada, mas neste momento não me apresento aqui como pré-candidato", disse após encontro estadual de seu partido.

O prefeito citou também seu padrinho político, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como um possível presidenciável.

"Temos ainda um longo tempo pela frente (...) Venho ressaltar novamente o nome do governador Geraldo Alckmin, que é uma figura exemplar, meu amigo, por quem tenho enorme respeito."

Doria aproveitou ainda para criticar o PT e defendeu que o ex-presidente Lula dispute as eleições, para perder. "O Lula, o petismo e Dilma fizeram um mal muito grande ao Brasil", disse.

O prefeito afirmou que as denúncias de corrupção passiva e obstrução de Justiça que envolveram o senador Aécio Neves não devem afetar o PSDB em 2018.

"O PSDB tira de cada episódio como esse um novo aprendizado, para melhorar e aprimorar as suas posições e abrir mais espaço para as novas gerações, que eleitas em 2016, ou já no exercício do mandato no Parlamento, desejam participar. Entendo que é muito mais um bom aprendizado do que qualquer derrocada".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber