Mais lidas
Política

ATUALIZADA - Ministro do STF mantém eleição no Amazonas para domingo

.

LETÍCIA CASADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), manteve a eleição para o governo do Amazonas marcada para este domingo (6).

No entanto, ele decidiu que os eleitos só serão diplomados depois que for finalizado o julgamento da cassação do governador José Melo (Pros) e do vice Henrique Oliveira (SD).

Em maio o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) manteve decisão do TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas) por compra de votos na eleição de 2014.

A corte determinou a realização de novas eleições, que foram marcadas para o próximo domingo. Oliveira recorreu ao Supremo e, em junho, Lewandowski suspendeu o pleito.

Em julho, o ministro Celso de Mello, decano do Supremo, reestabeleceu a eleição.

ENTENDA O CASO

Melo foi acusado de ter se beneficiado de um esquema de compra de votos com dinheiro público por meio de um contrato com uma empresa fantasma de segurança para a Copa do Mundo de 2014, em Manaus. Segundo a denúncia, o evento já estava na metade -a cidade foi uma das 12 sedes.

Contratada pelo governo estadual por R$ 1 milhão, a empresa era de Nair Queiroz Blair. De acordo com a denúncia, o dinheiro foi distribuído aos eleitores dentro do próprio comitê de campanha do candidato e serviu para, entre outros auxílios, a compra de cestas básicas.

Os ministros do TSE entenderam que José Melo tinha, ao menos, conhecimento da compra de votos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber