Mais lidas
Política

Falas pró-desembarque do PSDB azedaram encontro de Temer com FHC

.

THAIS BILENKY

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Falas de líderes tucanos como o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), a favor do desembarque do partido do governo, fizeram com que uma reunião entre o presidente Michel Temer e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fosse adiada.

Marcada para este domingo (9) no Palácio do Jaburu, a conversa contaria também com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ministro Antonio Imbassahy. Acabou desmarcada e não há nova data.

FHC viajará na terça-feira (11) ao exterior e nesta segunda (10) participa de encontro de líderes tucanos no Palácio dos Bandeirantes. A reunião do partido visa justamente afinar o discurso sobre o governo Temer.

Nos últimos dias, líderes tucanos defenderam que o PSDB deixe seus cargos no governo.

Tasso afirmou que o país caminha para a "ingovernabilidade" com Temer e disse que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), próximo na linha sucessória da Presidência, "tem condições" de assumir.

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), por sua vez, afirmou que "se é para fazer uma escolha entre abandonar a nossa bancada na Câmara federal e abandonar os cargos confortáveis do governo, eu prefiro abandonar os cargos".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber