Mais lidas
Política

ATUALIZADA - Na Noruega, Temer diz que Brasil está 'deixando para trás uma severa crise'

.

FABIANO MAISONNAVE, ENVIADO ESPECIAL

OSLO, NORUEGA (FOLHAPRESS) - Sob duras críticas do governo norueguês pelo salto no desmatamento da Amazônia, o presidente Michel Temer desembarcou nesta quinta-feira (22) em Oslo às 12h40 locais (7h40 no horário de Brasília) para uma visita de dois dias ao país escandinavo.

Ainda nesta quinta (22), Temer se encontrará com representantes de algumas das principais empresas norueguesas, como a estatal petroleira Statoil, que recentemente comprou por US$ 2,5 bilhões a participação de 66% da Petrobras no bloco de Carcará, no pré-sal.

A visita de Temer foi precedida por duras críticas do governo norueguês à política ambiental brasileira. Oslo é o principal financiador estrangeiro de projetos na Amazônia e já doou R$ 2,77 bilhões desde 2009.

Em carta ao governo, o ministro do Clima e Meio Ambiente, Vidar Helgesen, demonstrou preocupação com propostas em trâmite no Congresso como a implantação de regras mais frouxas de licenciamento ambiental e a redução na proteção de unidades de conservação, além do corte no orçamento para fiscalização contra o desmatamento.

Em seu primeiro discurso na Noruega, Temer disse a empresários locais que veio trazer "uma mensagem de confiança" ao defender que as reformas promovidas por seu governo estão melhorando o ambiente de negócios no Brasil.

"O Brasil, digo sem medo de errar, está deixando para trás uma severa crise de sua historia", afirmou o presidente a representantes de empresas como a estatal petroleira Statoil, na sede da Associação de Armadores. "Temos levando adiante reformas que não se viam há muito tempo no país."

Ao defender as reformas da Previdência e trabalhista, o peemedebista ressaltou a proximidade com o Congresso e voltou a dizer que lidera um regime de "presidencialismo semiparlamentarista", como o fez na Rússia, na terça (20): "Conto enormemente com o apoio do Congresso Nacional para fazer reformas inadiáveis".

Até agora, a visita não tem chamado a atenção da imprensa norueguesa. Apenas um repórter local cobriu o encontro com empresários -ele preparava uma reportagem sobre corrupção. Tratava-se de um estagiário de 23 anos do jornal econômico "The Norwegian Financial Daily".

No ano passado, a Noruega foi o oitavo maior investidor estrangeiro no Brasil, principalmente no setor de petróleo.

Na sexta (23), ele se reunirá com a premiê norueguesa, Erna Solberg, e com o rei Harald 5º.

A comitiva de Temer inclui os ministros da Indústria e Comércio, Marcos Pereira (PRB), do Meio Ambiente, Zequinha Sarney (PV-MA), das Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), e da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber