Política

ATUALIZADA - Joaquim Barbosa deixa sessão do plenário do TSE após duas horas

.

MARINA DIAS, LETÍCIA CASADO, CAMILA MATTOSO E REYNALDO TUROLLO JR.

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa acompanhou a sessão do julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer no plenário do TSE por cerca de quase duas horas.

Sentado na primeira fila, Joaquim Barbosa foi cumprimentado pelos ministros. Para o relator Herman Benjami, Barbosa chegou a dar um "tchauzinho".

Na noite desta quarta (7), Joaquim Barbosa disse que não descartava uma candidatura e defendeu eleições diretas como solução para a crise. Barbosa afirmou que o país passa por "momento tempestuoso" na política, em que os "representantes eleitos não cumprem bem sua missão constitucional". Segundo ele, cabe ao Supremo, "como órgão de calibragem e moderação, ter uma vigilância redobrada".