Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

Deputado suspeito de transportar dinheiro veio da iniciativa privada

.

ESTELITA HASS CARAZZAI

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Apontado, segundo delação do empresário Joesley Batista revelada pelo jornal "O Globo", como responsável por receber R$ 500 mil a pedido do presidente Michel Temer (PMDB), o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) era um neófito na política há até pouco tempo.

Filho de empresários da área alimentícia, ele foi um dos executivos responsáveis pela criação das barrinhas de cereal da empresa Nutrimental -de propriedade de seu pai, o empresário Rodrigo Costa da Rocha Loures, ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná.

Rodriguinho, como é conhecido, se aproximou da política na campanha de 2002: ele e o pai apoiaram o atual senador Roberto Requião (PMDB-PR), que era candidato ao governo.

A família doou R$ 110 mil à campanha do peemedebista. Rocha Loures, o filho, teve um bom relacionamento com Requião, que, eleito, o convidou para ser seu chefe de gabinete. Foi o seu primeiro cargo público.

De perfil executivo, Rocha Loures era prático e organizado, segundo antigos colegas de trabalho -e, acima de tudo, bem articulado.

Formado em administração de empresas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), conquistava aliados na política pelo bom papo e relacionamento.

A filiação ao PMDB só ocorreu em 2005. No ano seguinte, se candidatou e elegeu-se deputado federal pelo partido.

A aproximação com Temer, de quem foi assessor especial até o início deste ano, se deu na militância do PMDB. Os dois se identificaram e se tornaram muito próximos.

Desde 2011, ele trabalha com o presidente, quando Temer foi eleito vice na chapa de Dilma Rousseff. Rocha Loures, na época, era chefe de Relações Institucionais da Vice-Presidência. Depois, migrou para o Planalto. Só saiu do cargo para assumir a cadeira na Câmara, em março deste ano, como suplente do atual ministro da Justiça Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Na última eleição que disputou, em 2014, Rocha Loures declarou um patrimônio de R$ 1,18 milhão.

Nesta terça, o deputado estava em Nova York, onde participou do jantar de gala que homenageou o prefeito João Doria (PSDB) e fez palestra sobre a política brasileira a um grupo de investidores internacionais.

Segundo sua assessoria, Rocha Loures tem retorno programado para esta quinta (18). "Em seu retorno, o deputado deverá se inteirar e esclarecer os fatos divulgados."

Em nota, o presidente Michel Temer negou ter solicitado pagamentos ilícitos para obstruir a delação de Eduardo Cunha, e disse que não ocorreu nada que comprometesse a sua conduta no encontro com Joesley Batista.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber