Mais lidas
Política

Após pedido de Moro, grupo pró-Lava Jato desiste de ir a Curitiba ver Lula

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois da publicação de um vídeo em que o juiz Sergio Moro pede aos apoiadores da Operação Lava Jato que deixem de ir a Curitiba para acompanhar o depoimento do ex-presidente Lula nesta quarta-feira (10), manifestantes contrários ao petista desistiram de viajar ao local.

Marcello Reis, do Revoltados Online -que organizava uma caravana- postou vídeo em redes sociais dizendo que após o comunicado do juiz, "muito prudente", o grupo decidiu não ir a Curitiba.

"Se nós não estivermos lá, aquela petralhada, aquela militância paga -vai ter facção criminosa, Farcs, bandidos-, se eles não tiverem ninguém para atacar, jogar pedra e agredir, eles só vão se deparar com a polícia, e não vão ter motivos para estragar a nossa festa", justifica Reis.

Ele pede, no entanto, que os apoiadores da operação se manifestem em suas próprias cidades.

"Você não ir não significa que você é covarde, mas que você vai usar de estratégia. Estamos numa guerra, recuamos, reagrupamos e vai chegar a hora certa de comemorar esse sem vergonha na cadeia", diz, sobre Lula.

Em vídeo publicado no sábado (6), Moro disse que pretendia evitar "alguma espécie de confusão". "Acima de tudo, não quero que ninguém se machuque em eventual conflito ou discussão nessa data. Por isso a minha sugestão é: não venha, não precisa. Tudo vai ocorrer na normalidade."

O NasRuas, que protagonizou manifestações na porta do prédio em que José Dirceu mora em Brasília, já havia desistido de organizar sua caravana ao Paraná na semana anterior.

Carla Zambelli, líder do movimento, disse ter sido alertada por integrantes da polícia militar paulista de que algumas das ameaças recebidas colocavam o grupo em risco.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber