Política

Comando do PT 'saúda' decisão do STF que libertou José Dirceu

.

CATIA SEABRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cúpula do PT divulgou, nesta quarta-feira (3), uma nota na qual "saúda" a libertação do ex-ministro José Dirceu, determinada pela 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal). No texto, o comando petista diz ter a expectativa de que a decisão possa beneficiar também o ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto.

"O PT saúda a decisão que liberou o companheiro José Dirceu, preso injustamente, e espera que a mesma se estenda ao companheiro João Vaccari", diz o documento, divulgado durante reunião da Executiva Nacional do PT, em Brasília.

O ex-ministro da Justiça Tarso Genro afirmou que a decisão representa um pequeno bloqueio ao que chamou de excessos cometidos pela "República de Curitiba".

"O que a decisão do Supremo introduz de novo é apenas um pequeno bloqueio à exceção em andamento no Brasil. Esta, além de vulnerar o direito de defesa de todos os réus, fez de um Congresso desmoralizado refém para aprovar as reformas liberal-rentistas".

Tarso diz, no entanto, que não conhece o processo de Vaccari "para ajuizar se ele está na mesma situação do Dirceu".

Na nota, o PT afirma apoiar a convocação de nova greve geral se ela for organizada pelas centrais sindicais.

Ex-preso político, o ex-prefeito de Porto Alegre Raul Pont disse que não quer fazer juízo de valor. Mas que "não tem cabimento manter uma pessoa presa até que o Judiciário cumpra seu papel".