Mais lidas
Política

Em atos, Vem Pra Rua pede celeridade de ações ligadas a delação no STF

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O movimento Vem Pra Rua, um dos que encabeçaram os protestos pelo impeachment de Dilma Rousseff em 2016, fez atos nesta terça-feira (25) pedindo celeridade no encaminhamento de processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

Em São Paulo, a manifestação aconteceu na avenida Paulista, no começo da noite. O grupo não fez convocação por redes sociais para o ato, e afirma que todos os participantes eram membros do Vem Pra Rua. A organização não fez estimativa de público.

Eles acenderam velas formando os dizeres de "SOS STF" em 25 cidades, incluindo capitais como Salvador e Maceió. Em Brasília, o protesto aconteceu em frente ao tribunal.

"Exma. Presidente Carmen Lúcia: urge que o Supremo Tribunal Federal instale forças-tarefa, para análise e encaminhamento imediato dos inúmeros processos advindos da delação da empresa Odebrecht, com mais de 80 políticos com foro privilegiado citados. A sociedade brasileira exige essa deliberação", diz o manifesto divulgado pelo grupo.

Segundo o texto do Vem Pra Rua, os "atos simbólicos" tiveram como pauta ainda o fim do foro privilegiado e para pedir que os senadores votem não no projeto sobre abuso de autoridade.

"O Brasil está cansado de tolerar impunidade, qualquer que seja ela, mas em especial a que tem reinado no mundo político", afirmam.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber