Política

Programa do PT exalta Lula, ataca Temer e esconde Dilma

.

CATIA SEABRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva monopolizou o tempo do programa que o PT levou ao ar na noite desta terça-feira (11). Em seus dez minutos, a propaganda eleitoral petista exaltou Lula, atacou o governo do presidente da República, Michel Temer (PMDB), e escondeu a ex-presidente Dilma Rousseff.

Apresentado por uma jovem identificada como estudante de jornalismo, o programa atribui a Lula a idealização de programas sociais, como Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida e Pro-Uni. O PT exibe ainda reportagens sobre o governo Lula em comparação a notícias referentes ao ajuste praticado pelo governo Temer.

A aparição de Dilma se resume a imagens da festa de inauguração da Transposição do Rio São Francisco, na Paraíba.

Ao falar sobre a economia, Lula defende política de salário e concessão de crédito para aquecimento econômico.

"Estão tratando o nosso povo como se fosse responsável pelos problemas do Brasil. Aprovam uma terceirização que tira os direitos históricos dos trabalhadores, querem dificultar as aposentadorias, congelaram verbas de educação e saúde e ameaçam programas sociais", afirma Lula.

O presidente do PT, Rui Falcão, tem participação no programa, afirmando que o foi no governo petista "que mais se combateu a corrupção".

"O que eles querem com acusações falsas, mentiras e perseguição é impedir que o Lula volte a ser presidente", diz Falcão.

O programa petista encerra com uma convocação para a greve geral do dia 28 de abril.