Mais lidas
Política

'Deus me deu a graça de reconhecer o valor das mulheres', diz Temer

.

GUSTAVO URIBE

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Um mês depois de ter cometido gafes sobre o papel das mulheres na sociedade, o presidente Michel Temer afirmou nesta quarta-feira (5) que Deus lhe deu a graça de reconhecer o valor do sexo feminino.

Em encontro com deputadas federais da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), o peemedebista disse que, durante sua trajetória pública, tem praticado gestos em homenagem às mulheres.

"Eu acho que Deus me deu a graça de ao longo do tempo praticar alguns gestos de homenagem às mulheres e de reconhecimento do valor das mulheres", afirmou.

No mês de março, no Dia Internacional da Mulher, o presidente foi criticado por ter afirmado que tem "convicção do quanto a mulher faz pela casa" e ressaltado sua importância para a formação dos filhos que, segundo ele, é "seguramente" de responsabilidade da mãe.

As declarações foram avaliadas por membros de sua equipe como "infelizes" e geraram repercussão nas redes sociais, o que levou o presidente a iniciar uma estratégia de redução de danos, com discursos em defesa das mulheres.

Nesta quarta-feira (5), por exemplo, ele lembrou que, quando secretário da Segurança Pública de São Paulo, criou a primeira delegacia da mulher, em 1985, e também a procuradoria parlamentar da mulher quando cumpria mandato de deputado federal.

"No Brasil, havia uma regra constitucional que dizia que todos são iguais perante a lei. Quando reinauguramos o Estado brasileiro, em 1988, colocamos que homens e mulheres são iguais em direitos e deveres. Parece pouco esse avanço vocabular, mas é a significação da presença cada vez mais efetiva da mulher na sociedade e no Poder Legislativo", disse.

O peemedebista ressaltou ainda que, embora as mulheres correspondam a apenas 10% das cadeiras do Congresso, "elas são os deputados federais mais atuantes e que mais se mobilizam em grandes temas nacionais".

"Temas difíceis, muitas vezes do próprio governo, são encarados com muita tranquilidade pelas colegas deputadas e senadoras e são levados adiante com vigor na palavra e na ação parlamentar", afirmou.

No início do encontro, que foi fechado ao veículos de imprensa, Temer participou de uma oração convocada por uma das parlamentares presentes.

VISTOS

O presidente aproveitou o encontro para ratificar carta que facilita a liberação no Brasil de vistos para estudantes de países de língua portuguesa, como de Portugal, Angola e Moçambique.

Ele ressaltou que a medida ocorre em um momento em que ressurgem no cenário internacional "tendências isolacionistas" e que a resposta do governo brasileiro é a oposta: por mais "integração, cooperação e diálogo".

"Nós esperamos que todos sejam líderes forjados no respeito à diversidade, que hoje muitas vezes sofre uma restrição, e no exercício da tolerância, que são marcas da nossa comunidade", disse.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber