Mais lidas
Política

ATUALIZADA - André Moura é avisado por Temer que não é mais líder do governo

.

DANIEL CARVALHO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado André Moura (PSC-SE) recebeu nesta quinta-feira (23) um telefonema do presidente Michel Temer informando-lhe que ele não é mais o líder do governo na Câmara.

Para o lugar irá Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Para contemplar o PMDB, Temer pretende criar uma liderança da maioria, para onde deve ir o deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES).

Aliados esperam que os nomes deles sejam oficializados nesta sexta-feira (24).

"Nesta tarde, em Sergipe, onde me encontro, recebi telefonema do presidente Michel Temer comunicando-me de mudanças na liderança do governo na Câmara dos Deputados", informou Moura em uma nota publicada em suas redes sociais nesta noite.

Moura disse que foi um "enorme orgulho" servir ao governo Temer.

"Além do agradecimento pessoal ao presidente Michel Temer, agradeço em especial, pelo trato corriqueiro, o apoio do ministro Eliseu Padilha, do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do ministro Antônio Imbassahy, e de Sandro Mabel, líderes que entendem a dinâmica, funcionamento e força da Câmara dos Deputados."

Ele também agradeceu aos líderes partidários.

Mais cedo, Moura havia dito à Folha de S.Paulo que tinha sido "demitido" apenas pela imprensa. Relatou que havia trabalhado durante toda a manhã telefonando para parlamentares para agradecer, em nome do governo, a atuação deles na comissão especial que trata da reforma da Previdência.

A demissão de Moura é atribuída à pressão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que fez críticas abertas ao colega.

Pela manhã, Maia esteve com Michel Temer no Palácio do Planalto, mas saiu de lá sem definições, apenas com "projeções de cenários", como relataram interlocutores.

Maia havia negociado a liderança do governo com o PP em troca de apoio à sua reeleição no comando da Câmara, no início deste mês.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber