Mais lidas
Política

Polícia Federal deflagra a Operação Blackout, nova fase da Lava Jato

.

ESTELITA HASS CARAZZAI E BELA MEGALE

CURITIBA, PR, E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (23) a 38 fase da Operação Lava Jato, apelidada de Operação Blackout.

Serão presos dois operadores financeiros: Jorge Luz e Bruno Luz, pai e filho, lobistas na Petrobras e ligados ao PMDB.

Jorge Luz, 73, engenheiro, é considerado por investigadores como "o operador dos operadores"

Ele começou a operar na Petrobras na época do governo de José Sarney (PMDB), em 1986, segundo o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que o mencionou em sua delação.

Luz e seu filho também foram citados pelo delator Fernando Baiano, de quem é considerado uma espécie de "patrono".

Os dois atuavam na Petrobras, pagando propina a integrantes da diretoria da estatal.

Os mandados de prisão preventiva estão sendo cumpridos no Estado do Rio de Janeiro. Além disso, a PF cumpre 15 mandados de busca e apreensão.

Os dois alvos são investigados sob suspeita de fraude à licitação, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, entre outros crimes.

Eles serão levados à Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

O nome da operação é uma referência, segundo a PF, ao encerramento definitivo da atuação dos dois operadores, e uma alusão aos seus sobrenomes.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber