Mais lidas
Política

Ex-prefeito Marinho e deputado Rillo devem disputar comando do PT-SP

.

CATIA SEABRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em mais uma amostra da disputa interna do partido, o deputado estadual João Paulo Rillo deverá concorrer com o ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho pela presidência do PT de São Paulo.

Apoiado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marinho tem apelado para que não haja disputa para o cargo.

Embora admita a hipótese de se candidatar, Rillo afirma que ainda é necessária a realização de novo debate antes de seu lançamento oficial.

O nome de Rillo deverá ser lançado pelo Muda PT, movimento que, internamente, se opõe à maior corrente partidária, a CNB (Construindo um Novo Brasil).

Ao lado dos deputados estaduais José Américo Dias e Carlos Neder, Rillo tem protagonizado um embate dentro da bancada petista na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Rillo chegou a ser punido ao criticar publicamente o acordo selado pela bancada petista com o Palácio dos Bandeirantes, que garantiu a aprovação das contas do Governo Alckmin.

Hoje, o trio de dissidentes se lança numa campanha contra a consumação de uma aliança da bancada do PT com o PSDB em apoio à candidatura do tucano Cauê Macris para a presidência da Alesp.

Nesta segunda-feira (20), Rillo, José Américo e Neder convocaram militantes do PT para dar início a uma mobilização contra a aliança com o PSDB.

Ao discursar, Rillo chamou de "excrescência" qualquer possibilidade de acordo com o tucanato.

Lembrando que PSDB de São Paulo serviu de alicerce para o impeachment de Dilma Rousseff, José Américo e Neder informaram ter aberto negociação com outros partidos da base do governo Alckmin, para lançamento de candidatura adversária ao PSDB. Nesse caso, o PT apoiaria o PSB.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber