Mais lidas
Política

Quase seis meses após impeachment, Temer se muda para o Alvorada

.

MARINA DIAS

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Quase seis meses após assumir em definitivo a Presidência da República, o presidente Michel Temer se mudou nesta sexta-feira (17) para o Palácio da Alvorada com a família.

Temer retornou de viagem a São Paulo, onde se encontrou com aliados para discutir nomes para o Ministério da Justiça, e já passou a noite de sexta na residência oficial, junto com a mulher, Marcela, e o filho, Michelzinho.

Funcionários da Presidência fizeram a mudança no fim da semana, após o término da reforma pela qual passou o palácio -que voltou, inclusive, a abrir para visitação, às quartas-feiras.

Segundo auxiliares de Temer, o Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência da República, onde Temer morava até agora, servirá de local para algumas reuniões políticas, visto que a primeira-dama se incomoda com o fluxo intenso de aliados e parlamentares.

Neste sábado (18), Temer vai permanecer em Brasília e deve receber a visita de alguns ministros e assessores. O objetivo é discutir uma alternativa ao nome do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Carlos Mário Velloso, que negou o convite do presidente para assumir o Ministério da Justiça.

A expectativa é que o novo indicado de Temer seja anunciado somente após a sabatina de Alexandre de Moraes, indicado ao STF, no Senado, na terça-feira (21).

Entre os nomes na bolsa de apostas, estão o vice-procurador-geral da República, José Bonifácio de Andrada, o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), entre outros.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber