Mais lidas
Política

Indícios apontam que Instituto Lula passou por 'limpa' antes da operação

.

MARINA DIAS E GABRIEL MASCARENHAS
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Investigadores que participaram da 24ª fase da Operação Lava Jato, na manhã desta sexta-feira (4), encontraram indícios de que o Instituto Lula passou por uma limpa antes da ação.
Parte das gavetas do imóvel estava vazia e os livros de registros contábeis mais recentes não foram encontrados no instituto, de acordo com uma autoridade que atua na operação.
"Há fortes suspeitas de que retiraram alguns dos documentos que procurávamos. Mas isso não nos surpreende nem creio que vá comprometer a ação", contou um investigador à reportagem.
Ele acrescentou que, apesar do ocorrido, vasto material foi apreendido no Instituto, dentre papeis e arquivos digitais.
Na empresa Lils, que pertence ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal alvo da operação desta sexta, também foram recolhidos elementos de prova. Nesse caso, não foi dada a falta de nenhum material.
Os investigadores chegaram ao Instituto e à Lils nas primeiras horas da manhã para cumprirem os mandados de busca e apreensão autorizados pela Justiça.
A etapa da Lava Jato deflagrada mais cedo foi batizada de Aletheia, palavra grega que significa verdade.
OUTRO LADO
A reportagem procurou a defesa do ex-presidente para ouvi-lo sobre as suspeitas dos investigadores, mas não obteve resposta até as 15h.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber