Política

'Ele vai fazer delação?', desconversa Janot sobre acusações de Delcídio

.

BERNARDO MELLO FRANCO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não quis comentar nesta quinta-feira (3) o acordo de delação premiada com o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), ex-líder do governo.
"Não sei nem se ele fez delação... Ele vai fazer?", ironizou.
Questionado pela Folha de S.Paulo sobre reportagem publicada pela revista "Istoé", o procurador disse que não discute "ato jornalístico, que não é jurídico".
Ele afirmou, no entanto, que caberá à Procuradoria-Geral da República tomar o depoimento de Delcídio ou de outro parlamentar que venha a fechar acordo de delação na Lava Jato.
Janot foi ao Palácio do Planalto para assistir à posse do novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva.
Ao fim da cerimônia, o procurador entrou na fila de cumprimentos e deu um forte abraço no ministro José Eduardo Cardozo, que troca a pasta da Justiça pela Advocacia-Geral da União.