Política

Agência citada por executivos da Andrade Gutierrez já foi alvo da PF

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A agência Pepper, que presta serviços de comunicação digital ao PT desde 2010, foi alvo de operação da Polícia Federal em 2015. Ela foi mencionada na delação premiada de executivos da Andrade Gutierrez.
A empresa repassou R$ 230 mil à agência de Carolina Oliveira, mulher do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT).
A Operação Acrônimo investiga suspeita de desvios de recurso para a campanha de Pimentel.
A Pepper também foi a responsável por contratar os serviços de Jefferson Monteiro, autor da paródia "Dilma Bolada", para o governo federal, em 2015.
Segundo os delatores, a Andrade Gutierrez produziu um contrato fictício com a Pepper para repassar dinheiro à campanha de Dilma Rousseff em 2010. O valor, segundo o mesmo relato, superava os R$ 5 milhões à época.
A Pepper informou que não tem conhecimento da delação da Andrade e que só vai se manifestar no momento e no foro apropriados.
A empresa afirmou ainda que fechou contrato com a empreiteira e que entre os serviços prestados estavam o monitoramento de redes sociais e apresentação sobre as ferramentas para diretores da empresa.