Política

Relatório da PF liga Dirceu a lista de pagamentos da Odebrecht

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um relatório da Polícia Federal, elaborado durante a fase Acarajé da Operação Lava Jato, levanta suspeitas sobre pagamentos da empreiteira Odebrecht ao ex-ministro José Dirceu, que está preso no Paraná.
O relatório afirma, com base em uma planilha apreendida na investigação, que o ex-ministro pode ter recebido R$ 48 milhões da empreiteira entre os anos de 2009 e 2010.
Na planilha, de autoria atribuída ao executivo da Odebrecht Fernando Migliaccio da Silva, constam pagamentos com a menção "via JD", que para a Polícia Federal significa José Dirceu.
Para reforçar a tese, o relatório recorda menções ao ex-ministro encontradas em e-mails do empreiteiro Marcelo Odebrecht. Em duas dessas mensagens, diz o relatório, foram marcadas reuniões entre o empresário e Dirceu.
Dirceu foi preso em agosto de 2015 e é réu em uma ação penal em que é acusado de receber dinheiro desviado da Petrobras. Nesse processo, no entanto, não há acusação referente a pagamentos da Odebrecht a ele -o alvo da ação é a empreiteira Engevix.
A reportagem não conseguiu localizar a defesa de José Dirceu. A Odebrecht disse que desconhece os termos do inquérito da 23ª fase da Lava Jato, deflagrada na segunda-feira (22), e que, portanto, é impossível se manifestar.