Política

Diretor-presidente da Odebrecht é preso e levado a Curitiba

.

BELA MEGALE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O diretor-presidente da construtora Odebrecht Benedicto Barbosa da Silva Junior já está na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba (PR).
Ele foi um dos alvos da 23ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta segunda (22).
BJ, como é conhecido, estava nos Estados Unidos e se entregou na sede da PF do Rio, onde mora, na noite de segunda. Foi levado para Curitiba, onde chegou por volta das 22h. Na tarde desta terça ele fará exame de corpo de delito.
Fase 'Acarajé' A 23ª fase da Operação Lava Jato foi deflagrada nesta segunda-feira João Santana, marqueteiro do PT, e Odebrecht são alvo da Lava Jato Após 11 anos, publicitário estrela volta a ameaçar governo petista Conta secreta de Santana recebeu US$ 3 mi da Odebrecht, diz Procuradoria O executivo teve prisão temporária decretada.
A prisão temporária de Silva Junior foi solicitada pois a Polícia Federal acredita haver indícios de que o executivo sabia dos esquemas de corrupção na Petrobras.
De acordo com os investigadores, o executivo usava, em conversas com Marcelo Odebrecht, herdeiro e ex-presidente da construtora, expressões semelhantes aos termos encontrados em uma planilha apreendida que indicaria pagamentos de propinas.
Marcelo Odebrecht está preso desde junho do ano passado e é um dos poucos empresários denunciados que permanece atrás das grades.