Mais lidas
Política

Manifestantes ocupam sede do Ministério da Fazenda

.

SOFIA FERNANDES
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Uma caravana do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) vinda de Goiás desembarcou na Esplanada e agora ocupa a sede do Ministério da Fazenda. As entradas estão bloqueadas, e até o ministro Nelson Barbosa teve que entrar pelo prédio anexo, ligado por um túnel à sede.
Há também cerca de 300 pessoas, entre sindicalistas da Celg (Companhia Energética de Goiás) e de outros movimentos sociais. Eles ocuparam vários andares do prédio e exigem a não privatização da distribuidora, que atualmente é controlada pela Eletrobras e pelo governo de Goiás.
O plano da venda da empresa, entre outras do setor elétrico, já foi anunciado pelo governo federal.
Nesta tarde, Barbosa tem reunião marcada com o diretor-presidente da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), Mauro Borges Lemos. O governo negocia com a empresa para que participe do leilão de privatização da Celg.
A maior parte dos manifestantes veio da cidade de Formosa, a cerca de 80 quilômetros de Brasília. Na caravana, há muitas crianças, que brincam pelo hall do ministério. Deveriam estar na aula, mas os professores da rede pública de ensino da cidade estão de greve, explica o pai de uma delas.
Mais cedo, manifestantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) e do Sindicato dos Urbanitários do Distrito Federal (Stiu-DF) quebraram as vidraças da portaria principal, que haviam sido repostas há uma semana, depois de um funcionário da Receita ter arrebentado a porta com sua caminhonete.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber