Mais lidas
Política

Temer cancela participação em evento no Palácio dos Bandeirantes

.

MARINA DIAS e VALDO CRUZ
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O vice-presidente da República, Michel Temer, cancelou agenda na noite desta segunda-feira (7), em São Paulo, para retornar a Brasília e se reunir com integrantes da cúpula do PMDB, principal partido da base aliada do governo Dilma Rousseff.
A agenda original previa um encontro com empresários do Lide (Grupo de Líderes Empresariais), no Palácio dos Bandeirantes, com participação do governador tucano Geraldo Alckmin. A mudança de planos ocorre em meio a rusgas entre o núcleo duro do governo e o entorno do vice. Desde a deflagração do processo de impeachment, petistas cobram posição mais incisiva de Temer em defesa da presidente.
O vice, no entanto, tem adotado tom cauteloso sobre o assunto. Se, de um lado, Dilma afirmou publicamente ter "confiança" em seu companheiro de chapa, Temer por sua vez indicou a pessoas próximas que a presidente "nunca confiou" nele. A aliados, Temer afirmou que não gostaria de dar declarações públicas após troca de farpas pela imprensa.
A avaliação do Palácio do Planalto, segundo a reportagem apurou, era de que o discurso de Temer no encontro do Lide daria a senha para o governo sobre sua postura acerca do impedimento da presidente -nas palavras de auxiliares de Dilma, "se continuaria ou não conspirando contra o governo".
Essa seria a segunda vez que Temer se encontraria com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) após a deflagração do processo de impeachment da presidente Dilma.
No sábado (5), Temer e Alckmin -pré-candidato à Presidência em 2018- já haviam se encontrado em um almoço, promovido por um empresário em São Paulo, em homenagem ao peemedebista.
Às 17h desta segunda, o vice-presidente participará de um encontro com empresários na Fecomercio-SP, na sede da entidade, na Bela Vista (centro de São Paulo). Temer retornará a Brasília depois dessa reunião.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber