Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Política

'Antes de criticar Dilma, se coloquem no lugar dela', diz Lula na Bahia

.

JOÃO PEDRO PITOMBO, ENVIADO ESPECIAL
VALENTE, BA (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (27) em Valente, sertão da Bahia, que as pessoas devem "se colocar no lugar" da presidente Dilma Rousseff antes de criticá-la.
"Cada um de vocês precisa ajudar a Dilma. Quero que vocês imaginem a pressão que esta mulher está sofrendo, a dificuldade que ela está passando. Antes de criticar ela [sic], se coloquem no lugar dela", disse Lula.
O ex-presidente afirmou que o país só vai melhorar se cada um "virar um deputado, governador e presidente" e "não deixar que os companheiros, sozinhos, arquem com a responsabilidade".
Também pediu que os brasileiros julguem o trabalho da presidente não pelo primeiro ano, mas pelos quatro anos do mandato. Dilma está no primeiro ano de seu segundo mandato na Presidência.
Esta foi a segunda visita de Lula à Bahia em uma semana. Na última sexta-feira (20), o ex-presidente participou de um ato no dia da Consciência Negra em Salvador, quando foi recebido com vaias.
Em Valente, em um discurso otimista, Lula comparou os governos petistas aos anteriores e disse que Dilma "conseguiu segurar a crise" e "gerar empregos" até o fim do ano passado.
Mesmo assim, afirmou que a presidente teve que "parar para dar uma arrumada na casa". E creditou a crise aos países desenvolvidos: "Eles fizeram uma crise e ainda não resolveram".
SINDICATOS
Em nenhum momento do discurso Lula fez referências à Operação Lava Jato ou a escândalos de corrupção. Ele saiu pelos fundos sem dar entrevista.
No interior da Bahia, o ex-presidente falou para uma plateia de trabalhadores rurais no ato "Territórios da Cidadania", organizado pela "Rede Nacional de Colegiados Territoriais", formada por cooperativas e sindicatos rurais.
O evento se resumiu a sete discursos de sindicalistas, servidores federais, o governador Rui Costa (PT) e o ex-presidente Lula. Ao fim da fala do petista, o ato foi encerrado.
O ato foi custeado pelas cooperativas rurais, que bancaram a montagem de uma estrutura com equipamento de som e dois telões alugados por R$ 6.000 de uma empresa da cidade vizinha de Serrinha.
Antes do início do evento, os telões transmitiam discursos do ex-presidente durante a campanha presidencial de 2010, que elegeu Dilma para seu primeiro mandato.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Política

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber