Mais lidas
Política

À espera de Lula, jovens do PT pedem 'fora, Levy' e homenageiam Dirceu

.

MARINA DIAS
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Pouco antes da chegada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao 3º Congresso Nacional da Juventude do PT, nesta sexta-feira (20) em Brasília, a plateia, formada por militantes jovens do partido, entoava gritos de "fora, Cunha" e "fora, Levy", em referência ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.
Lula quer a troca do chefe da equipe econômica de Dilma Rousseff, mas defende um acordo de não agressão a Cunha, que ainda ter o poder monocrático de deflagrar ou não um processo de impeachment contra a presidente.
Nesta quinta-feira (19), por exemplo, petistas ajudaram na articulação para cancelar a sessão do Conselho de Ética da Câmara, que abriu um processo que pode levar à cassação do peemedebista.
Quando o presidente chegou ao local do evento, ouviu de parte dos presentes o pedido de rompimento com o partido aliado: "Lula, eu quero ver você romper com o PMDB", gritava a plateia.
PETISTAS PRESOS
À esquerda do palco onde discursaria Lula, os petistas estenderam uma faixa em que se podia ler: "guerreiros do povo brasileiro". Estampadas, fotos estilizadas do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, do ex-presidente do PT José Genoino, do ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha, todos condenados no mensalão, além dos dois ex-tesoureiros do partido que estão presos, João Vaccari Neto e Delúbio Soares.
Entre as bandeiras da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e do próprio PT, Dirceu ganhou homenagens individuais. Condenado e preso no mensalão e suspeito de ter sido beneficiado do esquema de corrupção da Petrobras, a foto do ex-ministro estava em uma faixa exclusiva com os dizeres "guerreiro da democracia".
O apresentador do evento chegou a pedir: "Tá faltando homenagem para o guerreiro do povo brasileiro, gente, olha a faixa". E a plateia respondeu: "Dirceu, guerreiro do povo brasileiro".
Lula e a cúpula do PT evitam falar publicamente sobre os petistas presos por corrupção. O ex-presidente costuma se referir a eles como "companheiros que cometeram erros".
Realizado no ginásio de uma clube de Brasília, o evento estava esvaziado, e, minutos antes do ex-presidente discursar -Lula atrasou em uma hora o horário previsto para sua chegada-, ainda estavam vazias diversas cadeiras que foram até o meio da quadra de esportes.




×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber